Monday, May 21, 2012


Está sol lá fora,
Mas aqui dentro só sinto frio.
A chuva não para de cair dos meus olhos.

Lágrimas de gelo rolam minha face.

A gélida solidão me acompanha.
E então, o inverno me abraça...

Michelle Trindade


13 comments:

Cores da Vida... said...

Sempre achei que o tempo nos influencia em nosso astral...
Beijos,

Cores da Vida... said...
This comment has been removed by the author.
Marta said...

Com chuva, tudo parece mais pesado, mais dorido...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Luís Coelho said...

Um estado de alma muito sofrido.

Um poema com vida. Um desabafo.

Mary said...

Um belo poema, triste e belo.
Bom domingo
Beijos

Álvaro Lins said...

Depois da tempestade vem a bonança:)!
Bjo

Por que você faz poema? said...

O inverno sempre me acolhe
com o seu abraço mais caloroso,
enquanto chove em mim,
mesmo quando não chove lá fora.

Cores da Vida... said...

Boa semana...,
Beijos,

Rafael Castellar das Neves said...

Forte, hein? Muita dor por trás disso...

Muito bom!

Rafael

manuel marques said...

"Nunca chegamos ao fundo da nossa solidão."

Lindo poema.

Beijo.

*Escritora de Artes* said...

Sentimentos traduzidos pelas palavras...

Bjos

D. Garcia said...

Poeta fingindo a dor?
Ou será que a dor deveras corre no tempo do coração?
Quem saberá?
Só se sabe dizer que o poema é arrancado de dentro num golpe e amplia o espaço cá fora.
Parece que a dor vai embora... mas o poema é como o retrato que nos espreita da parede.
O Sol brilha, a chuva cai, o coração grita, a dor... sai?

Poema lindo! (e obrigado pela tua maravilhosa visita!)

Beijos no teu coração, Michele!

Nilson Barcelli said...

O pior inverno é o do nosso descontentamento...
Embora triste, o poema é belíssimo. Gostei imenso.
Michelle, querida amiga, tem uma boa semana.
Beijo.