Sunday, May 05, 2013

Amor em frangalhos



  Amor, difícil explicar. Ele é avassalador quando se sente, envolvente quando se é correspondido e sedutor quando se entrega. Você passa a ver tudo através de um prisma, onde tudo se reflete em cores maravilhosas. Todos os tons de cinza da sua vida se transformam em sorrisos e num bem estar surpreendente. Todos os problemas do mundo são esquecidos, e só o que importa é esse calor que sente dentro de si, e essa vontade louca de estar ao lado da pessoa amada a todo o momento.
  Mas o amor também pode te esmagar por dentro, estraçalhar sua alma e te deixar em frangalhos se o que sente não for correspondido. Se de repente a pessoa amada sumir e não deixar rastros ou se simplesmente não quer mais compartilhar sua vida com a dela. O mundo desaba como num castelo de cartas. O dia se resume a lembranças de todos os momentos juntos. Todos os lugares que vai, todas as canções que escuta fazem lembrar a pessoa amada. E parece nesse momento que seu coração está sendo esmagado. É um aperto tão grande no peito que chegar a doer.
  O amor, ah o amor, esse sentimento tão maravilhoso, pode ao mesmo tempo te fazer flutuar em nuvens de algodão, como pode também estraçalhar o seu coração. Te deixar em mil pedacinhos que precisam ser catados em todos os cantos da sua casa, do seu trabalho, da sua vida, porque o seu ser ficou em frangalhos. Frangalhos que precisam ser colados para se recuperar a auto-estima e para acreditar que ainda vale a pena amar.

2 comments:

Marta Vinhais said...

Apesar de tudo....vale a pena amar....
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Mimi said...

Isso mesmo... o amor representa tudo isso, como uma força de expressão que vem do coração.