Sunday, June 04, 2006

Iniciar algo sempre é a parte mais difícil.... iniciar uma dissertação, iniciar um namoro, iniciar num emprego, iniciar na escola e depois iniciar novamente na faculdade, iniciar responsabilidades, e principalmente iniciar na vida humana, em que somos totalmente dependentes de outras pessoas... enfim pensei em várias maneiras de como iniciar esse blog, e me dei conta que iniciar um projeto é sempre a parte mais difícil. Porque a gente fica pensando “se eu começar desse jeito, vai haver esta ou aquela conseqüência, agora se eu começar do outro jeito, já vai haver conseqüências diferentes...”, daí a dúvida fica latente dentro de nós. E se iniciamos de uma determinada maneira e esta não deu certo, ficamos nos perguntando o por quê que escolhemos esta maneira e não outra. O início de um texto faz toda a diferença, se começamos a ler e não gostamos, dificilmente terminamos a leitura (ao menos que esta seja obrigatória, é claro). Por isso, que me preocupo tanto com o início das coisas... elas determinam muitas vertentes em nossos caminhos.
Sendo assim, inicio esse blog pautando que a intenção dele é expor sobre os sentimentos humanos bons e ruins, belos e horríveis que encontramos no caminho de nossas vidas. De como nós lidamos com eles, e como deveríamos lidar com eles. Lembrando que aceito pensamentos e poesias de quem quiser expô-los aqui. E é claro os comentários sobre os pensamentos do dia serão sempre bem vindos. Declaro então o início deste blog...

2 comments:

Danielle Trindade said...

O medo de começar é o que muitas das vezes nos impede de fazer qualquer coisa. Talvez não seja exatamente o medo de começar, na medida que as consequências são frutos das escolhas erradas, mas é o nosso livre arbítrio, e temos que ter responsabilidade naquilo que escolhemos para a nossa vida...

Everton said...

Eu concordo plenamente com o seu texto, Michelle. Eu tb tenho uma grande dificuldade em começar, especial textos... Estou, com bem sabe, nesse momento em que cada letra que eu vier a escrever será julgado positivamente ou negativamente, o que causa uma certa insegurança que, ao mesmo tempo, estimula e inibi o ato de escrever.
Faço aqui, em seu novo espaço, votos de sucesso!!
Beijos!