Monday, April 30, 2012

Minha agonia


Te ver me agonia
Sentir seu perfume me asfixia

Me dói estar ao seu lado
E não poder te abraçar

Meu corpo fica estilhaçado
por não poder te tocar

Me revolta esse desejo
de querer um simples beijo

Me consome esse sentimento
De te querer por mais um momento

Meu coração fica em pedaços
por querer aninhar-me em seus braços

Quero não te querer
para assim parar de sofrer...

Michelle Trindade

9 comments:

Natália Campos said...

Como é difícil! Já me senti assim...

Marta said...

É, a ausência doí....
Tudo fica pesado e triste....
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

**Escritora de Artes** said...
This comment has been removed by the author.
**Escritora de Artes** said...

Intenso e dolorido!

Obrigada pela visita seja sempre bem-vinda. Por aqui fico!

Saudações

Tunin said...

O desejo de querer apalpar, beijar, acariciar o amor do amor e não poder fazê-lo por uma circunstância qualquer, entristece.
Belo poema! Obrigado pela sua amável visita.
Abração.

guímel said...

A vontade de ter por mais alguns momentos e, não ter! Com certeza a agonia se torna presente.
Saudades de vc! Que bom que retornou para nos presentear com este poema maravilhoso.

Beijos

Suu Munizz said...

Estou vivendo cada palavra dessa tua poesia.
E como é ruim não poder realizar o desejo de estar junto sempre,de abraçar,beijar,ah coração!!!
Abraço e um ótimo domingo,=)

D. Garcia said...

Spinoza ensina:
"ame muito, sofra muito;
ame pouco, sofra pouco;
não ame e não sofra."

mas, será que não amar faz vibrar na gente alguma corda de emoção?
será que toca na gente algum sentimento capaz de substituir a sensação máxima de um amor em chamas?

se tudo tem seu tempo, vamos aproveitar ao máximo o que fica no durante... pra lembrar tudo depois.
e se tem que renovar, que venha o novo, com mais experiência, faço e recebo o melhor.

Beijo grande, Michelle, lindo poema!

Nilson Barcelli said...

Magnífico poema. Gostei imenso.
Beijo.