Sunday, August 28, 2011


Se hoje restou a dor
Amanhã o transformo em amor

Através das palavras é possível mudar
As fagulhas soltas no ar

No calor do momento
Só houve ressentimento

Mas amanhã hei de resgatar
Esse amor que não pode acabar.

Michelle Trindade

16 comments:

Meire said...

Querida, saudades de vc!
Quando a dor chega o melhor remédio pra ela é o tempo e o recomeço que se dá dentro de nós.

bjokitas com carinho.

guímel said...

Transformar é um verbo que temos que conjugar em todas as diversidades que a vida nos apresenta.

Beijos minha querida

♫ ♪ Wilson Miguel ♫ ♪ said...

Querida Michelle,

Às vezes agimos por impulso e fazemos coisas que ferem e magoam o outro e a nós mesmos mas sempre há tempo de buscar o entendimento e perdão mútuo. Então que o tempo seja amigo e sensato.

Que sua semana seja iluminada

Beijos de luz no seu coração

Deus seja contigo

Odair Ribeiro said...

Oi visita! O tempo, sempre há tempo!

Abração, inté!Volto.

Dois Rios said...

Michelle,

O amanhã sempre suaviza as dores e as mágoas. As vezes dói tanto que nos dá a impressão de que nunca chegará mas pouco a pouco os males vão suavizando e a dores tornam-se memórias.

Beijo,
Inês

♫ ♪ Wilson Miguel ♫ ♪ said...

Michelle,

Passando para te deixar o meu carinho

Beijo de luz no seu coração

Deus seja contigo

O Profeta said...

Tenho uma fé feito de mil cores
Uma paleta onde misturo as emoções
Este pincel deixa tanta marca vibrante
E um mundo imenso de contradições

Pinto rostos, o céu, a saudade
Pinto mentiras, corações sem chama e verdades
Pinto o Mundo muito à minha maneira
E um barco carregado de puras saudades

E apago o olhar para ver melhor
Para sentir o dizer de um amarrotado papel velho
O que vejo está muito para lá de sentir
Nesta…Outra face do Espelho…

Mágico beijo

O Profeta said...

Senti nos pés o pulsar da ilha
Um farol avisa o longe do perto
A lava encoberta na costa dormente
Sete rumos e apenas um certo

Neste Mar senti a vontade de prantear
A nudez da noite no encontro do silêncio total
Encobriu meu pranto das estrelas
Uma zombeteira Lua marcou no dia o encontro final

Mágico beijo

O Profeta said...

Uma cama amarrotada pela passagem do amor
Lençóis que aprisionam o calor
Suspiros espalhados pelo chão
Uma imagem santificada sustenta o louvor

Uma pecadora ungida pela chuva
A sorte e a morte em bravata eterna
As ave marias que uma boca vomita
Para no céu ser, clemente a sua pena

Já não há xailes negros na ilha
Já ninguém liga a agoiros
O mar continua açoitar a costa
Deixando despojos, tesouros

Bom domingo

Terno beijo

Mimi said...

Muito bonito o que vc escreve. Parabéns. Li outros textos e faz como os gregos transforma tudo em beleza, msm diante da tristeza.
bjos

guímel said...

Passando para desejar que a magia da noite de Natal transforme seus sonhos em realidade.
Feliz 2012!
Beijos

Cores da Vida... said...

Oi Michelle,

De fato, se ainda há amor, é preferível "deixar a poeira baixar", em prol de uma reconciliação.

Boas Festas...!!
Feliz Natal e Ano Novo...!!
Saúde, Paz, Sucesso e Amor...
Beijos,
Ana Lúcia.

O Profeta said...

Tão calmamente corre esta viagem
A terra anda devido ao amor
O que é isso de amar com amor?
O que é isso de o perder sem dor?

O que é isso de acreditar
Às vezes Deus carrega ao colo um justo
Às vezes uma reza acende o Sol a meio da noite
Às vezes duvido acreditando a custo

Abracei o mundo este natal
Lembrei passados desvanecidos
Senti aromas que pensei perdidos
Senti que a vida me infligiu mil castigos

Senti que a solidão era a porta para a razão
Que era uma criatura sem grande importância
Senti que ainda não tinha traçado todos os rumos
Que não há longe perto da distância

O Cercadinho said...

Seguido leio o teu blog, interessantes teus posts.
Te escrevo para divulgarmos nosso blog, ainda está em processo de expansão. Se quiser nos acompanhar e dar umas risadas: www.o-cercadinho.blogspot.com
Será um prazer te ter nos visitando lá. O que é O Cercadinho? Segue uma apresentação para te situares. Em cada relacionamento afetivo, os envolvidos ficam restritos a um espaço, O Cercadinho, onde acontecem as interações. Em algumas fases, está cheio de "queridas", mas em outros, quase vazio. O Cercadinho é o resultado das conquistas amorosas, onde cada um preenche à sua maneira e gosto. Pode ter o critério de cotas e uma de cada: loira, morena, mulata, ruiva e/ou japa. Com faixas etárias e tipos variados. Até monogâmico com apenas uma mulher selecionada.
Neste blog, somos cinco homens escrevendo relatos e histórias, sem pretensão literária sobre O Cercadinho. Heitor faz o estilo confuso e rebuscado. Apaixonante e cafajeste, este é Wanderlei. Já Cebola faz o estilo 100% sincero e sem rodeios. Seco, objetivo e um pouco bagual com sentimentos, assim é Iberê. E Marcão, bom, esse é trash total. Entre no nosso Cercadinho e boa leitura.
Iberê

Sahara Higino said...

Amor que não acaba,
é verbo solto que
não desata.


Belo!
Fico a seguir-te;
Luz!

O Profeta said...

O meu pranto escondeu as sílabas de uma palavra
O meu céu não precisa de Sol para ser azul
A minha emoção transbordou nesta clara manhã
Tal como as incontidas águas que correm para sul

Este Inverno que o meu querer instaurou
Tem o rosto coberto por densa bruma
Tem a força de todas as marés esta emoção
Que devolvi hoje à espuma

Doce beijo