Tuesday, May 31, 2011

Sensações



Quando a sombra da noite cair,
E eu enfim me despir,
Pensarei em ti,
Beijando-me, amando-me.
Saboreando o mais puro amor.
Sentirei suas mãos deslizando por todo o meu corpo,
Analisando cada curva.
Inebriarei-me com seu perfume,
Exalando do seu corpo quente.
E me deliciarei com seu rosto áspero,
A tocar minhas costas nua,
Sua boca macia,
A beijar minha nuca.
Mas quando chegar aos meus cabelos,
Onde meu rosto aguarda o seu,
Sinto uma lágrima correr pela minha face,
É a solidão que se desmascara.
Na noite escura e triste,
Não sinto suas mãos,
Tampouco seu cheiro.
Encontro-me só.
Mergulhada em pensamentos seus,
Asfixiada pelo calor da sua lembrança,
Afogada nas sensações que você me deixou,
E que eu não consigo esquecer.

Por Michelle Trindade

1 comment:

Maria Valéria said...

nossa,adorei esse seu poema;)) beijos